Wednesday, November 09, 2005

Espelho Inverso de Narciso....

Acabei de escrever um poema nessa madrugada, ainda vou fazer uns acertos,

10.11.2005, 03:47 am

Paz & Bem!

B.

*******

Espelho Inverso de Narciso


Para Juliana Lapa,
minha namorada
Fecho os olhos e no inverso de Narciso
No lago da memória, a face em desalinho
O meu ser, o avesso do bonito
Horrendo se encontra, sujo e fugitivo.

De mim mesmo, corro sem parar
A trilha das escolhas, boas e as más
Flores e foices, Glória e Pó
Ganhos e perdas, traçam-se o Caminho

É nesse avesso que me visto
Busco Alguém que eu possa completar
A Imagem Perfeita, frágil espelho,
d'Aquele rosto que um dia eu possa me olhar.

Misteriosamente, fundir-me com o Amado
Ser Um com Alguém que tanto busco, sem tino
Ver Tua beleza habitando em mim
n'Aquele cujo eu era Você, o Infinito..

E o encontro, se fez.

2 Comments:

Anonymous Neide Multini said...

Oiiiiiiiii, Bruno, que lindo.
Amei, aliás como todos os seus textos e poemas.
Tanto que coloquei hoje no meu fotolog...hahaha.
Deus o abençoe amado e tenha um bom final de semana.
beijocas carregadas de carinho

8:32 AM  
Anonymous Barbara said...

Parabéns !

és uma pessoa extremamente sensível e encantadora !

4:59 AM  

Post a Comment

<< Home