Tuesday, February 15, 2005

Sentimentos.....

Queridos, aqui tento retornar ao "mundo vurtual"

.....aqui vai mais um teco de umas divagações noturnas....E o texto vai pro Ziel, David e o Guilherme........que através de silêncios, palavras e canções transmutam a solidão em solitude,Paz e Bem à todos,

"Frei" Bruno de Assis.

***********************

Um pequeno esboço de "Sentimentos..."

***

Ultimamente, os sentimentos tem sido um pouco ariscos comigo. Visitam e quando me apego à eles, fogem. De repente, sem perceber, sou tomado por outras sentimentalidades.

É assim.

Há momentos que a Serenidade e o Amor vem de mansinho e se aninha no íntimo. Lá elas refrigeram a alma.

Tomam o seus lugares, moldam a à sala-de-estar da alma e dão forma à minha vida interior.

Tudo branco.

Do nada, tomo consciência e aí é a angústia que tomou conta e cravou erosões lá nos solos arenosos da alma.

Quando vou atrás da Serenidade e do Amor procurando me agasalhar, me acolher e me aquecer em seus abraços, fogem. Não as acho. E além da Angústia um outro intruso que não pediu pra entrar e também já tomou conta do íntimo e fica até "tirando um sarro".

O Abandono.

Com o sumiço das duas, o Abandono aparece. E soma-se o peso com a angústia. Às vezes vem com a Rejeição. Mas, não possuo o mapa da alma e não sei o porquê, mas a Rejeição não veio, está visitando outras almas, não sei. Mas a angústia ao contrário da Serenidade e do Amor não procuro aninhá-las, fujo. Mas como uma entidade demoníaca ela persegue:

Espalha um fel de más lembranças.

Rouba as poucas Luzes que possuo.

Mostra o meu pior Inimigo. A minha pessoa, minhas fraquezas e meus muitos limites.

Percebo, não é só Abandono e a Angústia.

Outra presença. Densa, pesada.

Solidão. Carregada de Sombras.

Me refugio em outro ambinente anímico. O Silêncio. Poucas palavras. Um balbuciar dos lábios, mais lento que o ritmo cardíaco.

A Porta da alma se abre. São três presenças. Irreconhecíveis e Inomináveis.

Logo, a Solidão transmuta-se em Solitude.

Angústia e o Abandono não suportam tal Presença. Fogem e deixam suas marcas, feridas e manchas.

O Amor Triúno acolhe a minha alma.

Pergunto: - Porquê você não veio antes?

Respondem: - Seríamos invasores como eles.

Só mediante a Fé e ao convite. Você convidou, nós entramos.

Concluo.

Deus não faz estupros na alma de ninguém.

E Ele vem, só se chamado.

1 Comments:

Blogger Gisele said...

Nem preciso repetir que me identifico muito com tuas palavras não é maninho?!

Você é fera! Sou sua fã! Deus te abençõe sempre, sempre e sempre!

Visita meu blog mais atualizado agora: www.aultima.blogspot.com

Beijos

5:15 PM  

Post a Comment

<< Home