Sunday, August 29, 2004

Idas ao Mosteiro - 5ª parte....

Olha só, coloco aqui mais uma parte das minhas andarilhadas...
....vai lendo, vai lendo....

...porque por aqui,
...vou ouvindo, vou ouvindo....o Gerson Borges, com "Salvador Maravilhoso"...

Paz e Bem à todos.

F.B.
(Continuando...)
Almoçamos.
A comida estava deliciosa, boa mesmo. Arroz, feijão, salada de repolho e alface e suco.
Logo que terminamos, e estávamos saindo do refeitório, percebi que o Pr. Ronaldo me chamou. Fui até ele e ele disse para eu esperá-lo por ali que logo, ele tinha uma novidade.
Chamei o amigo e quando o esperávamos, vi uma senhora, acompanhada pelo Dom Lucas que conversava com o Pr. David. Alguns se aproximavam e vejo uma mulher bem de idade, velhinha, falando sobre os Salmos. Era a Irmã Mônica. Não sei se era Beneditina, mas ela estava explicando de algumas traduções que elas, as irmãs da abadia dela, vem fazendo ultimamente sobre alguns livros da Bíblia...
Ela estava de saída. Se despediu e lá fomos para uma estradinha, que dá saída do mosteiro. Aguardava lá com o amigo e apareceu o carro do Pr. David Alencar, esse ninja da espiritualidade. Entramos no carro e o David, junto com a esposa e o Ivo, senhor muito amoroso, amigo de Caminhada.

Saimos.
Chegamos.
Uma casinha bem humilde. Simples. Simples demais.

Vejo umas mulheres, com roupas de tom marrom. Não são mulheres maduras, ainda são jovens. Bem jovens.
São freiras franciscanas. Lá estavam Irmã Gema, Irmã Clara (estava com os familiares, então não nos pode dar muita atenção...), Irmã Solange (se não me engano...) e Amanda, que ainda vai fazer o noiviciado.
Nos apresentamos. Perguntamos se eram de alguma ordem. Não. Não são de uma ordem, mas de uma fraternidade chamada "Irmãs e Irmãos dos Pobres". A Irmã Gema estava feliz, tinha ganhado a Pala (o véu que compõe a roupa dela...) e expressou sobre a opção - que nem a de São Francisco e São Domingos - pelos pobres.
Mostrou-nos a capela aonde elas sempre oram.
Com a cara-de-pau que me foi abençoada, falei de Teresa de Ávila para a Irmã Gema. Daí, começou o "nosso" diálogo.
Ela, dona de uma serenidade que chega a ser absurda, dá até raiva, falou-me dessa sua opção de vida e quando percebi, ela estava recitando um salmo, que era o 84. "Dividi" o Salmo, lembrando do 42. E aí...o diálogo foi Trindade, Salmos e Teresa de Ávila.
Desligado, chamei o amigo para mais perto. Ele participa da conversa.
O Ronaldo chama-nos.
É hora de despedir.
Olho para os olhos da Irmã Gema, verdes e serenos, o sorriso e a inquietação da Amanda e a receptividade da Solange, percebo-me. Não quero ir.
Chego à Gema e retribuindo o carinho, dou um abraço. Fico emudecido. Quando sou abraçado por ela, sinto o Abraço do Pai. Sinto-me edificado naquele momento. É algo que transcende a linguagem. Se consigo traduzir, é uma invasão do Ágape e dessa tão desconhecida Paz, essa Paz que em mesmo as dificuldades que elas carregam em sua vida monástica, mas que, diante dEle elas são tão bem ambientadas.
Quando vou me despedindo das outras e indo para o carro, não sei o que aconteceu comigo. Sinto Paz. Sinto-me Amado. E não orei ou ouvi uma pregação. Foi o silêncio de um abraço. Um silêncio transformador.
No carro, todos mudos. O Ivo, tocado, chora. Então, o Pr. David, cortando o silêncio, expressa:
- O Espírito sopra para onde quer.
E eu, que estudo tanto o Universo das Letras com a Línguística e a Dramaturgia, que buscando de mudar, de transformar o meio - e o ser humano - com a Palavra, pensava e meditava.
Se com a Palavra, e a busca intensa pelo Absoluto, mesmo tendo os meus "arranca-rabos" com a crentolândia, sendo solidariezado pela Igreja e buscando assim, repetindo, buscando transformar e mudar o meu meio com a Palavra.
Uma mulher, mais jovem que eu - tenho 25 anos - me desmontou e Deus me moldou através do Silêncio de uma Filha.
Filha do Silêncio.
Voltamos ao Mosteiro.
(Continuando...)

1 Comments:

Blogger Steel said...

Oi Brunão, aqui é o Frans.
Um momento de paz nesse período conturbado, tive ao ler seu blog. Muito obrigado por esse bálsamo muito real... isso aqui não tem nada de virtual.

2:54 PM  

Post a Comment

<< Home